é de imaginar bobagem;

ao colocar o fone no ouvido ouço fundo fundo um barulho incessante e perdido de mar. lembro-me de que certas coisas não hão de mudar. seja a hipocrisia humana, a queda da bolsa ou a bomba que explode nos trilhos dos trens, nada, nada muda o barulho do mar.

o barulho ecoa. vai e volta na cabeça vazia de quem simplesmente não quer mais pensar. há tempos desisti de persistir nesse vazio que me ocupa. vazio que enche a parte cheia de ar. vazio que estraga e prende, mas vazio que abre e deixa o som ecoar.

hoje não quero falar de desamores, desalento, do tempo e nem mesmo da solidão. prefiro não falar nada. nada com nada.

(post original do blog antigo, justmedotcom, de 11/novembro/2008 que pode ser repetido aqui com êxito. aquelas palavras, ainda são minhas. preferia não ter levantado da cama hoje).


Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

3 Respostas para “é de imaginar bobagem;

  1. “…nada, nada muda o barulho do mar”

    Já disse um vez e digo denovo. Que bunito isso.

  2. que legal do seu blog.

  3. matheus

    ja te falei que é a mlehor coisa sua que eu ja li? não que seja um posto dificil de ser roubado por mais qualquer coisa que saia dessa sua brilhante cabecinha, mas esse merecia musicar, merecia publicar por ai! até justifica o tanto que eu gosto de vc, por exemplo, so o escrito ja basta! srrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s