de fato, doidas e santas.

mesmo sendo – e exatamente por isso – uma mulher, acho que nunca vou compreender o gênero. devo, dessa forma, concordar plenamente no que os homens dizem por aí a nosso respeito quando o assunto é a nossa esquisitice. sentimentais que somos, ficamos por ai pelos cantos imaginando, conversando e sonhando com o dia em que entre pela porta um homem bom, sincero, educado, bonito, charmoso, respeitoso, sem má fama, que queira te fazer a melhor pessoa do  mundo, que te ame, que adore suas amigas, que goste viajar, que tenha um caval…ops, carro, goste de música boa, inteligente, um estilo próprio, algumas tattoos (ok, isso foi pessoal!), (…). o problema é que quando aparece alguém pelo menos metade disso aí ( mais que o suficiente, considerando que a maior parte dos caras que batem na porta não passam nem de duas dessas características, que, naturalmente, se anulam no final das contas ), estamos muito mais preocupadas com outras coisas. decidimos focar no trabalho/faculdade, parar de beber e passar mais tempo com as amigas ou até mesmo sozinhas vendo um filme e/ou descobrindo novas bandas. deixamos de lado o cabelo, as unhas e a academia… o tempo passa e agente nem percebe e acaba se enrolando com quem não deve, e é sempre assim. ou acaba dando chance á quem não merece e a história se repete: termina da mesma forma que começou. hei de um dia deixar meu lenço cair nos pés da pessoa certa.

(que fique claro que também não entendo bem os homens. creio que talvez o problema esteja, na verdade, no ser humano. quem sabe?)

wp1_1024

the legend.

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

4 Respostas para “de fato, doidas e santas.

  1. punksinger

    o problema é que mulheres são instáveis por natureza. a gente passa por uns dramas que os homens sequer imaginam e, ao final das contas, a gente só deseja ser única. ser valorizada. e é difícil porque eles não pensam nisso e aí nada disso acontece. eles podem até achar que estão certos mas não transparecem isso e aí a gente se frustra. é sempre assim e, resumindo: a gente se cansa. o tempo passa e a gente simplesmente desiste de sonhar um bocado… mas no final dá certo. tem que dar :)

  2. André RM

    Preterir o cara certo é mais do que típico das mulheres… parece que gostam mesmo do cafajeste e depois ficam reclamando das consequências de ficar com esses tipos… e quando veem que fizeram besteira já é trade demais…

  3. bruno rossi

    sim! o problema é com o ser humano!
    mas sem duvida as mulheres sao muito mais complexas e insatisfeitas! muitas vezes, quando elas encontram em um homem praticamnete tudo que elas desejam, elas simplismente o acham monotono e previsivel! e acabam perdendo o encanto e a paixao e procurando outro.
    os cavalheiros e os romanticos sofrem…rs
    os pilantras e os cafagestes fazem a festa..rs (literalmente)

  4. bruno rossi

    e sobre oque a punksinger disse
    “mas no final dá certo. tem que dar :)”

    nao! nao tem q dar certo! tem gente que nasceu pra ser feliz e gente que nao!

    e tem gente que se valoriza as mulheres e acaba se dando mal..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s