o mundo em mim…

enquanto enrolo para terminar mais um trabalho, resolvi passar e postar alguma coisa além de links (fantásticos!) e imagens (maravilhosas!). na verdade nem tenho muito o que dizer, mas acho que sinto saudade de escrever, mais que isso, de escrever bem. modéstia a parte, houve um tempo em que eu me orgulhava do que escrevia. há uns dias, me flagrei lendo textos antigos e me identificando com eles, assim, como quando você lê alguma coisa e acha que escreveram para você, sabe? mas e se quem escreveu foi você mesmo, como fica? Um pouco pra lá, um pouco pra cá, me equilibro entre o eu-hoje e o eu-ontem, tentando imaginar como serei no próximo dia.

acho que nessa confusão temporal, deixei cair em alguma parte do percurso o meu gosto pelas letras escritas. talvez tenha sido a decepção pessoal com curso de letras, o que não vem ao caso agora. mas é verdade que no começo devorava livros naquela biblioteca como uma louca obsessiva em procura de si mesma. em cada linha riscada, parágrafo assinalado com um asterisco, um sorriso de felicidade extrema como se aquele fosse um parafuso importantíssimo para toda aquela construção de mim. mas nunca me senti satisfeita. acho até que exactamente por não me sentir assim, em algum instante larguei tudo e fui tentar viver pra ver se, assim, descobria alguma pista importante de toda aquele caos.

nisso tudo, o tempo passou: meu cabelo creceu; não passo mais meu tempo livre com amigos no bar; também não sei mais o que é me sentar no milharal e conversar bobagens com aqueles malucos – digo isso não como forma ofensiva; já nem lembro mais o que é ir para a belas flertar com estranhos, porém heteros (será?!); mas também sinto falta dos assuntos intermináveis com certos amigos de verdade. parece que andar por aquele campus agora, só para procurar um lugar para almoçar, sempre com pressa. agora coleciono cadernos vazios ou meio acabados, e isso é tão estranho! como se meu tempo já não tivesse tempo para mim…

mas ai já é pano para outra manga, ou seja, papo para outro dia.

só passei mesmo para dizer que hei de tentar escrever mais.

(valeu pela dica, tulio! : ))

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “o mundo em mim…

  1. Bray

    Por favor, tente mesmo. Me apaixonei primeiro sem nem te conhecer, apenas lendo seus textos. E vez ou outra retorno aos posts antigos que me abriram os olhos para a garota incrível que eu estava conhecendo.

    Pode parecer cliche… mas quando lia cada um deles, sempre ficava alguma coisa.

    Amo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s