último romance;

Quando toda força de vontade sai de suas mãos. Todo querer perde seu valor e todo desejo já não faz mais sentido. A intimidade perde a razão e o tempo perde todo e qualquer motivo. Os olhos, ah, os olhos. Esses, diferente da boca, não conseguem esconder tanta insegurança, medo e tristeza. Passo a imaginar como pode ser viver sem. Limpar o que sobrou e voltar ao ponto de partida, de onde eu talvez nunca devesse ter saído. A final de contas, já não é mais do meu juízo fazer ser diferente o que passou; nem mesmo o que sentimos.

Verdade é que, de algum jeito desconhecido, eu continuo insistindo e acreditando. Mesmo que eu não saiba até quando.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s