Certamente;

Abro mão de toda – e qualquer – decisão. Como se me obrigasse a parar de pensar, calcular e analisar. Abdico do poder de transformar e passo, para o próximo da fila, as rédeas da minha vida. O desapego volta a fazer parte de mim. Se quer saber? Tanto faz; tanto faz. Não é que não me importe: só não quero mais ter que me preocupar. Estou tão exausta disso tudo que já não tenho mais forças. Já me acostumei com a idéia de que a felicidade é breve e nunca está completa. Sendo assim, me consolo sabendo que nada do que eu disser ou fizer vai mudar o que já passou. Nada do que acontecer vai transformar o que está por vir. É inevitável. Só que, dessa vez, vai ter que ficar para mais tarde, pois, só por hoje, eu não quero ter problemas para dormir.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s