London Calling.

Desculpem pela demora! Durante a viagem, comecei a ficar tão cansada que não tinha ânimo para postar aqui ao chegar da rua! Eram tantos os programas, kilometros andados, linhas de metrôs, lugares divertidos, fotos (…). Foram tantos momentos perfeitos e inesquecíveis que, agora com alguma distância, consigo perceber que essa foi, de fato, uma experiência para se levar por toda a vida. Nesse sentido, atrasada porém a tempo, venho lhes contar mais de como foi o restante dos nossos dias em Paris e a nossa passada rápida por Londres. Serei breve e vou tentar resumir tudo em duas postagens. Uma de Londres (esta!) e outra dos últimos 4 dias de Paris. Can you hadle?

Já imaginou acordar em Paris, ainda escura, pegar um trem e acordar em Londres? Pois é, encaramos essa viagem. O Eurostar partiu ás 6 da manhã, aproximadamente, da estação Gare du Nord e foram umas 2 horas de viagem, a maioria por debaixo d’agua. Chegamos lá e fomos fazer o caminho indicado pelo Bray, uma loooooonga caminhada ás margens do Tamisa, passando pelos principais pontos turísticos. Mas, antes disso, tudo começou com o melhor metrô do mundo lotado e caótico: MIND THE GAP! Devo dizer que a primeira impressão não foi das melhores, no entanto, chegar no Green Park, com grama verde – juz ao nome! – e céu azul – sim! sem nenhuma nuvem! – , compensou todo o perrengue! Aliás, foi lá que vi o maior número de esquilos que já vi em toda minha vida! De lá, passamos em frente ao Buckingham Palace – com a bandeira lá em cima, ou seja, com a rainha lá dentro. Pegamos a lateral do St. James Park e fomos até o Big Ben. No caminho, foram milhares de ônibus e cabines telefônicas vermelhos e, sem falar, no charmoso taxi e na mão trocada na rua! Sim, Londres são todos aquelas coisas clássicas juntas e misturadas. Atravessamos a Westminster Bridge e seguimos na margem do rio, passando pelo Aquário, London Eye, alguns parques, o Las Iguanas – restaurante em que a Carol trabalhou durante um ano – e, por fim, paramos no Tate Modern. Tivemos pouco tempo para andar pelo museu e, mais uma vez, enlouqueci: Roy Lichtenstein, Andy Wahrol, Gauguin, Modigliani, Rodin, Miró, Picasso, Dalí, David Shrigley (uma surpresa!), posteres russos…isso só para começar! É o tipo de lugar em que eu passaria horas a fio, sem me cansar! Mas, o tempo era curto e precisamos voltar a andar. No caminho, passamos pelo Shakespeare Globe Theatre, o famoso e antigo teatro de Shakespeare! Bom, fiquei feliz em passar lá – ainda mais de surpresa! – e me lembrar de quando estudei as obras do autor na matéria de Introdução a Shakespeare, na FALE. Mortos de fome, começamos a procurar um bom lugar para almoçar e encontramos o italiano Zizi. O lugar era super charmoso, com uma vista linda para o Tamisa e ótimo atendimento, com um preço super acessível. Sem falar na comida: foi ótimo encarar um italiano e uma cerveja gelada! Recuperamos as forças e voltamos a caminhar, em direção a Tower Bridge. A ponte é, de fato, maravilhosa! Na verdade, o mais de Londres é essa mistura da cultura Medieval á Moderna/Contemporânea. De um lado, uma ponte completamente moderna, só para pedestres, prateada e construída desafiando as leis da física. Por outro lado, pontes medievais, com brasões, castelos perdidos e sobreviventes, pubs antigos, ruas de pedra e até mesmo um navio pirata! Atravessamos a ponte, passamos em frente ao antigo castelo Tower of London e decidimos mudar de vista. Pegamos, mais uma vez, o metrô e fomos para o Picaddilly Circus. Haviam nos dito que era a Times Square londrina: exagero! É um lugar interessantissímo, com uma concentração grande de diferentes tipos de pessoas e os mais diversos comércios – foi lá que comprei o meu cd triplo dos Ramones por 11libras apenas! :D. Ainda passamos pela Oxford Street, cheia de lojas maravilhosas, e pegamos o metrô de volta para a King Cross Station. O nosso tempo em Londres estava no fim, era hora de voltarmos para Paris! E foi recompensante deitar e apagar no trem de volta, sempre com o gostinho de “quero mais” em relação á Londres! :)

E eu volto! Ah, se volto!

Esse foi o nosso caminho! Caso se interessem…

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

3 Respostas para “London Calling.

  1. matheus

    matheus curtiu isso.

  2. Naty Lemos

    Kkk! A igreja da rapunzel!!!

  3. você está tão maravilhosa nas fotas amigãaaa… amay tudo!

    ai que saudade <3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s