próximo capítulo.

não saí da cama hoje. acordei com um milhão de planos e adiei todos para amanhã. todo mundo tem seus dias. aparentemente esse blog serve exatamente para dias em que me encontro perdida na ilusão do tempo e no vazio da casa. andar de um lado para o outro, fazer uma comida e deitar de novo. buscar um copo de água e voltar com a garrafa inteira. sentar no canto da mesa e ficar observando cada canto da cozinha. sentar para ver um episódio de seriado e acabar vendo a metade da temporada. passar horas jogando aqueles games bobos de celular jogada de qualquer jeito na cama. achar uma posição perfeita para dormir bem na hora que se decide sair e ali ficar.

há uma semana eu voltava de uma das mais fantásticas jornadas de toda a minha vida. passei por tantos lugares, conheci tantas pessoas e senti tantas sensações diferentes que seria impossível transcrever essa experiência em palavras. vai ver que de tanta informação adquirida o meu HD interno está lotado e lento, difícil de processar qualquer outra informação.

minhas férias estão acabando e essa sensação de não ter mais tempo livre me sufoca  e desespera. por outro lado, a próxima etapa que se segue é cheia de aprendizados, novas experiências e novos sabores. mal posso esperar. estou naquela sensação que dá entre uma temporada e outra de seriados, que fica aquele vazio, com um tanto de expectativa e mais um tanto de nostalgia. pois bem, após 4 dias direto dentro de casa, amanhã me proponho voltar a humanidade. em passos curtos, vou aos lugares que tanto gosto, tomar aquele sorvete que me deixa mais feliz e ouvir uma boa música deitada no parque.

é a hora de começar a nova temporada já. e vou faze-la por mim mesma.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “próximo capítulo.

  1. Gabi

    Acho que entendo cada uma das sensações. Depois de casa viagem que fiz enquanto estive na italia eu precisava de um fim de semana, ou uma semana sem sair. Sempre falava com o gabri, é como se a gente tivesse ido a um jantar, comido muita coisa diferente e precisasse ficar um tempo sentado na cama antes de dormir para conseguir digerir.
    Acho que a gente gasta e recebe muitas energias também… Em ondas vibratorias diferentes as habituais, e precisamos escolher com quais sintonizar. O momento em que voltamos para casa é quando o nosso corpo e nossa mente se reencontra com o estagio anterior ao da partida e começa a fazer as comparações de como era e como pode ser dali em diante. É um choque, só que amenizado pela felicidade dos bons momentos, parece só cansaço…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s